Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

COVID-19
Profissionais da Saúde serão os primeiros a receber vacina contra Covid-19

Publicado em 19/01/2021 às 15:51 - Atualizado em 19/01/2021 às 15:59

Foto: Ricardo Wolffenbüttel/SECOM Baixar Imagem

Os profissionais de Saúde do Município de Rio Fortuna serão os primeiros  a receber a vacina contra o Covid-19. As 38 doses destinadas para a primeira fase de vacinação foram recebidas pelo município na tarde de segunda-feira, 18 de janeiro, em ato na Gerência Regional de Saúde, em Tubarão. 

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Lindomar Ballmann, o Plano Estadual de Vacinação será seguido, porém, os demais grupos prioritários deverão acompanhar atualizações e aguardar seu grupo ser chamado para a vacinação contra a Covid-19. “O município recebeu apenas 38 doses para aplicar nesta primeira etapa, que prioriza profissionais de Saúde que atuam na área de frente no enfrentamento a pandemia. A ampliação da cobertura desse público será gradativa, conforme disponibilidade da vacina”, explica o secretário.

A Unidade Básica de Saúde de Rio Fortuna dispõe de agulhas e seringas suficientes para as primeiras etapas da imunização, mas é preciso aguardar a chegada de novas doses por parte do Ministério da Saúde.  “Orientamos que a população tenha paciência e aguarde a divulgação das etapas, para que não haja aglomeração na Unidade de Saúde em busca de informações. A vacinação ocorrerá por etapas, e para que isso ocorra, precisamos que as doses cheguem efetivamente no município. Todos serão vacinados, mas precisamos aguardar e cumprir as fases gradativamente”, alerta Ballmann  

Para o prefeito Neri Vandresen este é um passo importante para erradicar a pandemia. “Acreditamos que será um processo em longo prazo, e não podemos esquecer que, mesmo com o início da vacinação, ainda estamos na pandemia e precisamos tomar os cuidados, como manter o distanciamento, usar máscara e higienizar as mãos. É uma grande esperança e que todos possam ter a chance de receber a imunização", conclui o chefe do Executivo.